Síndrome da Falta de Cognição Abusiva das Formas Expressas

John sofria de uma grave síndrome psiquica denominada pelos grandes especialistas que tinham aquele tal de doutorado e seu certificado na parede do consultório como a Síndrome da Falta de Cognição Abusiva das Formas Expressas; logo, John nunca soube completar nada com que começava.

Aos 9 anos de idade John recebeu o papel principal daquela maldita encenação de Romeu e Julieta que as professoras querem fazer por acharem bonitinho verem duas crianças se lambendo como dois adultos freneticamente apaixonados, enquanto as múmias quadrupedes que se chamavam pais, aplaudiam e disparavam flashes na direção das crianças. Nunca terminou o último ato, saiu para resolver problemas maiores.

Com 13 John perdeu o que as pessoas denominam como BV (uma espécie de virgindade bucal, algo que em breve as propagandas de pasta de dente usarão). Quer dizer, John perdeu o B, ou o V, porque a outra letra ainda encontra-se nos lábios da menina que ele largou na metade da encenação do que era pra ser um beijo. Tinha problemas maiores para resolver.

Aos 15 ele conseguiu a primeira namorada e, no aniversário de um ano de namoro, John largou sua conjugue  sozinha no meio do beijo apaixonado de comemoração. Novamente ele acreditava ter problemas maiores para resolver.

Ao decorrer da vida John foi entregando sua alma e seu corpo para esta síndrome que, Dr. Barbúlio de Sena acredita não ter cura e que o tempo é apenas uma questão para piorar.

Serviu o exército e foi convocado para a guerra. Saiu no meio do tiroteio por ter afazeres de maior prioridade. Logo após, concorreu como senador de seu país nas eleições. Saiu no meio do mandato, novamente por coisas maiores. Resolveu ter seu próprio negócio e investir em ações, mas saiu no meio do lance.

E assim foi levando a vida, sempre com formas incompletas deixadas para trás; pequenos triângulos de dois lados, doce de goiabada sem queijo, copo de whisky sem gelo e mesa de bar sem amigos. E nunca voltou para completá-las.

Levou a vida a mil, até que teve um infarto e morreu com seus 70 anos.

No velório todos choraram a perda de John, o primeiro caso da Síndrome da Falta de Cognição Abusiva das Formas Expressas, uma galinha dos ovos de ouro para a psicanálise.

Porém, nem morto John deixou de sentir os sintomas de sua doença e isso ficou bem claro quando fecharam o caixão e esqueceram de enterrar, talvez porque todos deveriam ter coisas melhores para fazer.

Advertisements

2 comments

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s