Um ponto de vista sobre a Criatividade

Campanhas publicitárias, arte em telas, nas ruas, nas páginas, em desenhos, ilustrações, textos, fotos, música. Enfim, qualquer que seja, tudo necessita de inspiração e dela, a CRIATIVIDADE.

Do latim creatus, criativo é todo aquele ser que sabe expressar necessidades, vontades , desejos, pontos de vistas, ideologias e qualquer outro assunto de seu eu para o eu dos outros de forma que provoca reações adversas como o queixocaidismo, o bquiabertismo e o  putaquemepariuestouimpressionadisismo.

Mas, como ser criativo, Guilherme? Eu sou criativo?

Meu caro amigo, todos somos criativos. Aqui é meu espaço em que eu posso tacar um grandessíssimo FODA-SE para a ciência, genética, antropologia, sociologia e qualquer tipo de logia e teorias.

A criatividade é algo do interior de cada, é fruto do raciocínio e, seres humanos racionais por natureza (no sentido denotativo, claro) somos aptos a ter criatividade.

Como eu disse que soltaria o FODA-SE pras teorias, pelo meu ponto de vista, a criatividade é um fruto (igual da goiabeira) resultado de uma mente fértil, que nada mais é do que aquela que está a todo momento pensando em coisas, várias coisas, concretas ou abstratas.

Não existe o mais criativo e o menos, mas sim o menos expressivos. Os famosos criativos são aqueles caras que, de tanto pôr a mente pra suar no dia-a-dia encontram as soluções e idéias mais brilhantes em pouco tempo, diferente dos estagnados babões que ficam na frente da tela do PC, 24 horas por dia – meu caso, mas como fui chamado de Egoico e Superficial, não quero falar de mim.

Ou seja, a criatividade, na real é puro resultado de um exercício mental prolongado. É aquele caso de quem anda de skate, por exemplo. Quem anda pra caralho (desculpem o palavrão) de skate consegue dar um ollie e, a partir daí, executar manobras. Quem não pratica o skate, não vai saber andar, não é simples?

Normalmente, a criatividade é confundida com idiotice e coisas do tipo, mas, meu caro amigo. Idiota ou não, criatividade é meramente criar exergando além da realidade.

Como no exemplo abaixo. Ver Dostoiévski de boné é algo idiota, mas é fruto da criatividade que permitiu ver além do esperado.

Se eu falei bosta e você discorda, por favor, Alt + F4. Se você usa Mozilla ou Chrome, Ctrl + W e continue feliz.

P.S.: Dostoiévski é meu escritor favorito!

Advertisements

One comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s