Os microcontos inúteis e estúpidos – Pt. 1 de X

A arte de não escrever merda nenhuma com merda de nexo nenhum;

1: Era de madrugada e ele pretendia encher a cara. Não se lembra de nada, apenas que perdeu a hora pra ir trabalhar.

2: Disse a todos seus amigos “vendo tv”. Perguntavam para ele quanto queria e que modelo era. Matou todos eles, de saco cheio, e continuo vendo Globo Esporte.

3: Perguntou à mãe se poderia comprar uma Gillette. “Que marca?”. Cortou os pulsos comk o que sobrou da Mach 3.

4: Terminou sua crônica e recebeu uma crítica com mais erros de português que no discurso do presidente. Nunca mais quis escrever.

5: Abriu a porta de casa e aquela bagunça no quarto já estava tomando uns por centos a mais do lar.

6: – Abre uma cerveja aí. – Hã? – Abre uma cerveja aí. Plac!

7: A diferença entre a ditadura e a liberdade é que na primeira o governo te reprime. Na segunda são os outros que te reprimem.

Façam como o São Paulo Futebol Clube: não deixe de perder a próxima parte.

Advertisements

2 comments

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s