Cai do fio, não, passarinho tonto!

solidão
sf (lat solitudine) 1 Condição, estado de quem está desacompanhado ou só. 2 Lugar ermo, retiro. 3 Apartamento, isolamento. 4 Caráter dos lugares ermos, solitários.

Se é um dos maiores males, não podemos dizer. Se é um bem, um estado de plenitude espiritual ou mera retardatice, não há fatos que comprovem.
Partindo do significado de indivíduo que define cada pessoa diferente da outra, sabemos que algumas se relacionam, algumas não, alguma se dedicam, outras não. E isso é um ciclo da vida, que gira, gira, gira e cai sempre no mesmo lugar, sem escapatórias. Você pode mudar seu trajeto, suas escolhas, mas o labirinto é bem feito e, quando você menos espera, está de volta à estaca zero.
Algumas pessoas dizem que eu escrevo bem, outras dizem que eu sou um bosta. Talvez, nem leve como elogio ou crítica, porque ambas analisadas frente a frente, falam o seguinte:
  • Você é sozinho, então gasta seu tempo escrevendo e aprendeu a fazer isso bem
  • Você é tão escroto que ninguém quer te ver, te sentir, te tocar, nem mesmo a merda da caneta e do papel, eles sentem nojo de você.
É isso aí. Eu vejo esses dois argumentos baterem em meu rosto e caírem à minha frente. De fato, não me importo.
Algumas pessoas se sentem bem sozinhas, outras nem tanto e dessas que sobram, algumas tentam se relacionar de toda maneira que podem e acabam por se tornar as famosas ‘pestes’ conforme Bukowski descreveu com excelência. As que não conseguem se relacionar se adaptam ao vazio, a uma espécie de escuro que não conseguem sair e que as vezes torna benéfico – pelo menos os que não choram e acabam por se matar, descobrem que nada é tão ruim quanto parecia.
O único problema a que a solidão remete é o excesso do ócio, um vício que, como todos os outros, é perigoso. Não me venha com ócio criativo que eu acho isso besteira. Ócio é ócio, cabe cada um resolver no que vai pensar. Minha vó pelo menos fica pensando no que poderia ter sido diferente nos últimos 60 anos. Eu, por outro lado, prefiro pensar se fica mais legal jogar videogame ou vir escrever nesse blog.
Como você reparou, fiz a pior escolha e vim escrever, mas tudo isso em virtude de uma sombra que me persegue e que já faz parte do meu ciclo social.
Ó, olá, Solidão, que bom que veio me ver. Preparei um café pra nós dois e tem mortadela na geladeira. Sinta-se em casa.
Este post é dedicado a três coisas super importantes na minha vida: meu ego, meu superego e meu id.
Grato.
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s